Pop Art e a ironia do Capitalismo

Na década de 50, na Inglaterra, surgiu um novo movimento que mudou a forma de enxergar a arte. A Pop Art prometeu ironizar o capitalismo e foi muito bem sucedido.


Pop Art, LichstenteinAntes do surgimento da Pop Art o cenário artístico passava por uma crise, a massificação e a cultura capitalista, cada vez mais forte e em ascensão, incomodava artistas e intelectuais que saíram em busca de algo novo e que ao mesmo tempo trouxesse essa questão à tona.

Foi nesse momento que surgiu a Pop Art, com suas cores vibrantes, feitas de gesso, tinta e algumas vezes látex, ela oferecia, com ironia e crítica, uma exposição explícita das proporções que o capitalismo, o consumo e a publicidade tomavam.

Os dois maiores artistas desse período foram Andy Warhol e Roy Lichtenstein, que contribuíram para a difusão desse movimento com suas artes inconfundíveis .

Pop Art, Andy Warhol

As artes de Roy surgiram em Nova Iorque após a década de 60, com uma técnica de pontilhismo e quadrinhos muito característica dele.

Já Andy Warhol, além de pintor era também cineasta, começou sua carreira como artista gráfico, produzindo anúncios publicitários e ganhou diversos prêmios. Sua trajetória profissional foi essencial para o seu sucesso, mais tarde, como pintor.

Gosta de movimentos artísticos? Então não deixe de acompanhar sempre nossas novidades se inscrevendo em nossa newsletter para receber em primeira mão nossas joias inspiradas na arte. É só acessar o site: uber47.com.br

 ♥ uber47.com.br

Imagens retiradas dos blogs: Magin Design e Elisabeth Cunha

Gostou do post de hoje? Então continue acompanhando o nosso blog! Tem novidade toda semana!

Cadastre-se aqui na nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo!

www.uber47.com.br